Dia do Tai Chi – Comemoração em Curitiba

O Dia do Tai Chi é uma data oficialmente reconhecida pela Prefeitura Municipal de Curitiba e também é comemorado, sempre no último sábado do mês de abril, em mais de 70 países. O bacana é quando no relógio estiver marcando às 10h da manhã, haverá alguém praticando Tai Chi ao redor do mundo, totalizando assim 24 horas.

DMT 2016 - CartazDia do tai chi oficial em Curitiba

No Programa…
-> Apresentações de Tai Chi de vários estilos e escolas com Tai Chi Chuan, Tai Chi com espada, Tai Chi com leque, entre outros
-> Participação do público em atividades suaves
-> Exposição fotográfica
-> Sorteio de camisetas
-> Teremos leitura de poesias com chá
-> Apresentações de kung-fu, entre outras.

Serviço
Evento: Dia do Tai Chi
Data: 30 abril
Horário: das 08h30 às 11h30
Local: Praça do Tai Chi (Jd. Luiz Ribeiro), Av. Água Verde esc. Rua Guilherme Pugsley.
Participação: livre e gratuita
Informações: Levis Litz – Tel/WhatsApp: (41) 8409-6858 – e-mail: LevisLitz@TaiChiCuritiba.com.br

Anúncios

Jornalista – Testemunha ocular da história

Dia 7 de abril – Dia do Jornalista

Este profissional para muitos é testemunha ocular da história, para outros é um narrador do seu tempo. Parabéns pelo seu dia!

Porque o jornalismo é uma paixão insaciável que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação descarnada com a realidade. Quem não sofreu essa servidão que se alimenta dos imprevistos da vida, não pode imaginá-la. Quem não viveu a palpitação sobrenatural da notícia, o orgasmo do furo, a demolição moral do fracasso, não pode sequer conceber o que são. Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderia persistir numa profissão tão incompreensível e voraz, cuja obra termina depois de cada notícia, como se fora para sempre, mas que não concede um instante de paz enquanto não torna a começar com mais ardor do que nunca no minuto seguinte.”Gabriel García Márquez

————————————————————–
jornalismo

substantivo masculino
  1. 1. 
    jor atividade profissional que visa coletar, investigar, analisar e transmitir periodicamente ao grande público, ou a segmentos dele, informações da atualidade, utilizando veículos de comunicação (jornal, revista, rádio, televisão etc.) para difundi-las.
    ———————————————————-

    O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter.”, Cláudio Abramo

Jornalismo é como se fosse um fio, que liga as pessoas ao mundo.”, Calebe Lamonier

A ética deve acompanhar sempre o jornalismo, como o zumbido acompanha o besouro.”, Gabriel García Márquez

A diferença entre a literatura e o jornalismo é que o jornalismo é ilegível e a literatura não é lida.”, Oscar Wilde

 “Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade.”, George Orwell

“O jornalismo moderno tem uma coisa a seu favor. Ao nos oferecer a opinião dos deseducados, ele mantém-nos em dia com a ignorância da comunidade.”, Oscar Wilde

 


Poesia Livre 2016 – Poema Classificado

Concurso Nacional Novos Poetas

A lista dos classificados foi publicada em 20 de março de 2016. Resultado disso: um momento gratificante para este simples jornalista: receber uma mensagem da Rose:

Olá amigo gostaria de agradecer a sua publicação sobre o Concurso de Poesias. Eu participei e minha poesia foi classificada entre as 250 pessoas que estavam concorrendo com outras 3.105. Agora meu poema, “Brilho eterno do amor”, vai fazer parte do livro que vai para Biblioteca Nacional. Obrigada de coração!!!“.

Que surjam novos poetas, a exemplo da nossa leitora, para abrilhantar ainda mais a nossa humanidade!

Parabéns Rose!
Captura de Tela 2016-02-16 às 00.10.59


Teatro, reflexões e cidadania, à la Salmonela

No Coração das Trevas: Uma Jornada Mítica Civilizada pelo Centro Cívico


Memórias evocadas de uma história emergida recente – bombas e balas de borrachas atiradas em professores oriundas da região do Palácio das Araucárias  (Sede do poder do Estado) e contínua corrupção ativa e crescente presenciadas na “Cidade de Muitos Pinheiros (Kur Yt Yba)”, levam a esta incrível e imperdível performance que, num ato de interatividade e sentimentos de solidariedade, nos proporcionam a uma reflexão de como se exercita a cidadania.

Sentimentos cultivados e compartilhados, com momentos interessantes, instigantes e intensos são proporcionados pelos atores da Companhia Salmonela Urbana Cia Performática no Festival de Teatro de Curitiba deste ano.

Nos fazem pensar, interagir e abrir os olhos sobre as relações sombrias de um passado tão presente – que podem comprometer a democracia e se estender a um futuro de incertezas.

Esta performance, que faz o público interagir – navega pelas calçadas do Centro Cívico (Cívico ?)  levando as pessoas a percorrerem um trajeto urbanista-autofágico-pós-colonial-neoliberal. No caminho deparam-se com instituições que deveriam primar pela “ordem e progresso” da cidade, do estado e do país.

Início do percurso: Praça 19 de dezembro.
Caminhada até a Praça Nossa Senhora de Salete.
Ainda dá tempo de assistir.
Hoje é o último dia, às 13h00.
Experiência ímpar.

Direção: Lúcia Helena Martins
Produção: Bruna Mendonça
Performers: Ana Ferreira, Amanda Lima, Aquiles Kauê, Barbara Camargo, Cassia Pauluk, Dayane Andrade, Dani Wall, João Muniz, Juliana Luz, Leo Castilhos, Maycon Lorkievicz, Mathews Nascimento, Rafael Machado, Raíssa Miranda, Tainá Roma, Victor Dezute, Vivian Schimitz, Jennifer Ferrari
Figurino: Sanmi Riquerme, Karina Barbosa
Companhia: Salmonela Urbana Cia Performática
Gênero: Intervenção
Entrada franca

Texto/Fotos: Levis Litz