“Crônica” – Pensando no dia  29 de abril e no 1º de maio:

PM - Artigo Adalberto

Quarta-feira Sangrenta – 29 de Abril. Foto: Levis Litz 

Texto: Adalberto Fávero

Propósito, uma loa à praça, aos trabalhadores e ao cívico:

Na atualidade a voz da razão está cada vez mais baixa. O processo de humanização foi e é um movimento permanente para encontrar o homem. Foram, no mínimo, dois séculos e meio de lutas intensas para a conquista dos direitos sociais e pelo livre arbítrio pleno.

O que se vê hoje com o avanço conservador, a desregulamentação dos direitos adquiridos, o desprezo crescente à vida e as posições políticas cada vez mais mornas é uma degenerescência da civilização e da humanização: é a barbárie.

A racionalidade do mercado impõe-se sobre os direitos humanos e sobre a política como ação pública pela causa comum.

O cívico e os centros cívicos passaram a ser apenas um espaço simbólico no imaginário das lutas sociais e das representatividades políticas.

Esse novo estado de coisas apenas satisfaz a necessidade de indivíduos encastelados neles mesmos e em seus próprios interesses; reduz o cidadão a consumidor sem pátria e sem instâncias intermediárias que o acolham na defesa de seus direitos; age por exclusão, onde o trabalho é descartável e o trabalhador é descartável; opera por lutas e guerras estendidas à sociedade pela competição e/ou pela violência policial preventiva… O resultado é a diminuição do Estado na área dos direitos sociais e políticos: de novo, a barbárie.

A paz desejada pela elite econômica, política, administrativa e policial, nesse novo jogo de exclusão do coletivo, é a paz do cemitério.

Nosso horizonte precisará, agora, voltar a ser metade razão, metade paixão e metade mistério para reconstruir os imaginários e horizontes perdidos, pois sabemos que perpetuar uma educação pobre é perpetuar a pobreza e matar a dignidade do trabalhador.

Assim, vamos indo para o amanhã com dor e tristeza, com fome de esperança e o sangue no rosto pela luta e não dá para dormir com o estômago acordado.Não dá para dormir quando se quer fazer desfalecer o futuro.

Esse pode ser um tempo de caminhos cansados e quando é assim não existe cedo e nem amanhecer. Vão se estraviando os sentidos.

Por isso, gostaria de terminar essa “crônica” a tempos de nuvens escuras e aos lutadores do futuro e do direito á vida e educação digna, com a lembrança de um mestre em contar a vida, a luta e as histórias desse continente, Eduardo Galeano: “O medo seca a boca, molha as mãos e mutila.O medo do saber nos condena a ignorância. A ditadura militar, medo de escutar e medo de dizer, nos converteu em surdos e mudos, Agora a democracia, que tem medo de recordar, nos adoece de amnésia; mas não se necessita de Sigmund Freud para saber que não existe tapete que possa ocultar a sujeira da memória.”

Que esse dia desamarre nossas vozes e não nos permita desonhar nossos sonhos.

Adalberto Fávero
Professor

Anúncios

Em Curitiba – bairro Água Verde: Tai Chi Chuan, Tai Chi Espada, Tai Chi Leque e Tai Chi Sabre

- Atelier Schedule

Programação completa de Tai Chi no Espaço Zen – Atelier Dani Henning & Tai Chi Curitiba
Bairro Água Verde em Curitiba.

———-
As turmas 01 e 02, embora novas, já estão em andamento, veja na grade horário e venha participar. Valores: R$ 149,00 cada turma.
———-
A lista de interesse para formação das turmas das terças-feiras está aberta -> Modalidades: Tai Chi Espada e Tai Chi Leque – R$ 79,00 para uma modalidade; R$ 149,00, por mês, para as duas. Interessou? Informe seu nome para reservar o seu lugar. Início em breve – Talvez já na próxima terça, dia 05 de maio.
———-
Aberta também a lista de interessados para as oficinas/workshops. Ocorrerá apenas 01 sábado, à tarde, por mês -> 04 Modalidades disponíveis: Tai Chi Espada, Tai Chi Leque, Tai Chi Chuan (Forma dos 18 Movimentos) e Tai Chi Sabre. Valores: 1 modalidade: R$ 49,00; 2 modalidades: R$ 89,00; 3 modalidades: R$ 119,00; 4 modalidades: R$ 149,00. Interessou? Informe seu nome para o e-mail LevisLitz@TaiChiCuritiba.com.br ou via WhatsApp (41) 8409-6858 ou ainda via Inbox aqui no Facebook – para reservar o seu lugar. Início em breve. Obs: a ordem das oficinas e a data ainda estão sob estudo.
———–
www.TaiChiCuritiba.com.br

Manifesto de apoio ao projeto “Praça do Tai Chi”

CÂMARA MUNICIPAL DE CURITIBA – Gabinete do Vereador Professor Galdino

Ofício n. 02/2015-GPG – Curitiba 27 de abril de 2015.

Captura de Tela 2015-04-27 às 22.37.05Nobre Professor Levis Litz:

Declaramos, para os devidos fins, nosso apoio à iniciativa de revitalização do local situado na esquina da Av. Água Verde com a Rua Guilherme Pugsley, bairro Água Verde, e à posterior nomeação como “Praça do Tai Chi” em homenagem ao Tai Chi Chuan.

Inclusive com a participação de Jean Sirigate como aluno, o local referido tem sido frequentado para prática, aprimoramento e difusão do Tai Chi Chuan.

Por fim, afirmamos que a presente iniciativa fortalecerá tão importante Arte na Cidade de Curitiba, em benefício dos cidadãos e da sociedade, tendo em vista os inquestionáveis resultados da prática para o corpo, a mente e o espírito.

Sem mais, nos colocamos à disposição para contribuir a nível Legislativo Municipal com o projeto.

Atenciosamente,

IMG_6656

Professor Galdino – Vereador de Curitiba
Jean Sirigate – Assessor Legislativo e praticante de Tai Chi Chuan


Comemoração – 2015 – do Dia Mundial e Municipal do Tai Chi Chuan em Curitiba

O Dia Mundial do Tai Chi Chuan começou a ser comemorado na cidade de Curitiba no último sábado de abril do ano de 2005. Foi realizado na Praça Afonso Botelho, conhecida popularmente como a Praça do Atlético.

- DMT 2005 - Praça Afonso Botelho - Profs Levis Litz e Carlos Assis - Fundadores da AIPT

Evento de 2005 – Prof. Levis Litz (realizador e coordenador) com o Dr. Carlos Assis (Fundador da Assoc. Internacional de Praticantes de Tai Chi Chuan – AIPT)

Ali foram apresentados vários estilos de tai chi chuan provenientes de diferentes escolas de Curitiba, entre elas, a Escola Harmonia e Movimento, dos professores Lídia Vaz Nunes e José Onofre Nunes e a Academia Paramita do professor Bruno Davanzo.

Estiveram presentes também, o Dr. Carlos Assis, médico e acupunturista e fundador da Associação Internacional de Praticantes de Tai Chi Chuan (AIPT).

O evento foi realizado e coordenado pelo professor Levis Litz, atualmente do Grupo Tai Chi Curitiba (www.TaiChiCuritiba.com.br).

A partir daquela data, todos os anos consecutivamente, sem interrupção, Curitiba comemorou – em sintonia com dezenas de países, o Dia Mundial do Tai Chi Chuan.

- DMT 2008 - Parque Barigui - Participação do público

Comemoração anual do Tai Chi Chuan no Parque Barigui em Curitiba

Anos mais tarde – um processo que se iniciou também com o professor Levis Litz junto a Câmara Municipal, a Cidade de Curitiba decidiu por instituir e oficializar o Dia Municipal do Tai Chi Chuan.

Este ano de 2015, a data comemorativa será realizada pela Associação Internacional de Praticantes de Tai Chi Chuan – AIPT, sob a coordenação do presidente da instituição, o professor José Onofre Nunes e, como de praxe, será no último sábado de abril, dia 25, das 09h às 11h30 no Parque Barigui.

Participação aberta e gratuita.

Serviço:
Dia Municipal e Mundial do Tai Chi Chuan
Data: 25 de abril (sábado)
Horário: das 09h às 11h30
Local: Parque Barigui – Próximo ao Restaurante Maggiore
Informações: Associação Internacional de Praticantes de Tai Chi Chuan – AIPT (aipt.org.br@gmail.com – www.aipt.org.br)


Rituais indígenas e a construção do corpo

Que tal você ter boas relações?

Amigos, alunos, professores, colegas de profissão, enfim – que coisa boa, para eles e para você.

Recebi um convite de uma aluna de Tai Chi Chuan para visitar a exposição “Rituais indígenas e a construção do corpo” no Museu Paranaense.

Fiquei agradavelmente surpreso com o que vi lá. Muito bem organizado, espaço amplo e bem cuidado. Nota-se o empenho e o carinho com que tratam esse importante espaço cultural.

Aproveito para parabenizar a equipe do Museu Paranaense.

Recomendo a visita.

Maiores informações:
http://www.museuparanaense.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=200 

Rituais indigenas

O Museu Paranaense, desde sua fundação, em 1876, vem reunindo um importante acervo etnográfico e imagético representativo de diversos povos indígenas do Brasil e da América do Sul. Nesta mostra “Rituais indígenas e a construção do corpo” foram selecionados alguns objetos das coleções Tikuna, Karajá e Kayapó, como plumária e máscaras, que, juntamente com a pintura corporal, estão presentes na decoração e transformação dos corpos dos índios durante os elaborados rituais de passagem.


Presidente da Assoc. Internacional de Praticantes de Tai Chi prestigia o Grupo Tai Chi Curitiba

11abr15-LLeOno

Presidente José Onofre Nunes e o Professor Levis Litz na Praça do Japão.

11abr15-2

Praticantes do Grupo Tai Chi Curitiba

O presidente da Associação Internacional de Praticantes de Tai Chi Chuan (AIPT) e Professor de Tai Chi Pai Lin, José Onofre​ Nunes, além de prestigiar com a sua presença, também participou da prática de Tai Chi, do Grupo Tai Chi Curitiba no sábado, dia 11 de abril, na Praça do Japão, em Curitiba. Atividade – aberta e gratuita, que ocorre ali todos os sábados, às 10h da manhã.

Na ocasião, o presidente Onofre reiterou seu apreço pelo trabalho do grupo e aproveitou para convidar a todos para a comemoração do Dia Municipal do Tai Chi Chuan em Curitiba que se realizará no último sábado de abril no Parque Barigui, das 09h às 11h da manhã.

Para saber mais:
Grupo Tai Chi Curitiba – Prof. Levis Litz: www.TaiChiCuritiba.com.br
Assoc. Internacional de Praticantes de Tai Chi (AIPT): www.AIPT.org.br


Evento – Rio de Janeiro: Lançamento do Livro “Varginha – Toda a Verdade Revelada” e Seminário sobre UFO’s

Seminário UFO Especial e Lançamento do Livro no RIO no DOMINGO.

“VARGINHA – TODA A VERDADE REVELADA”

Captura de Tela 2015-04-08 às 09.44.35
“A REAÇÃO DEFINITIVA CONTRA AS MANOBRAS DA INTELIGÊNCIA DO EXÉRCITO PARA SEPULTAR O MAIS IMPORTANTE CASO DA UFOLOGIA EM NOSSO PAÍS”

Dia 12 de Abril (domingo) das 15 às 19 horas

CASA DE PADRE PIO: Rua Assunção, 297 – Botafogo – Rio de Janeiro – RJ.

CONFERENCISTA

Marco Antonio Petit, co-editor da revista UFO, autor de oito livros, que abordam diferentes aspectos da ufologia.

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL

Ademar José Gevaerd, editor da revista UFO e editor da obra que estará sendo lançada.

“TUDO QUE OS COMANDOS MILITARES, E ALGUNS PESQUISADORES CIVIS 
DECIDIRAM QUE VOCÊ NÃO PRECISAVA SABER”

“A PRISÃO DE MILITARES ENVOLVIDOS COM O CASO”

“MORTES MISTERIOSAS”
“OS SEGREDOS NOS BASTIDORES DO INQUÉRITO POLICIAL MILITAR”

“ALTAS PATENTES ENVOLVIDAS”

“COMO E PORQUE EM DETERMINADO MOMENTO HOUVE UM INTERESSE COMUM ENTRE AQUELES QUE ANTES DENUNCIAVAM O ACOBERTAMENTO E OS MILITARES”

“O RECUO OU RETIRADA DE UFÓLOGOS E MUITO MAIS”

Inscrições: (R$ 40,00) no local, no dia do evento a partir das 14h30min.

Informações: marcoantoniopetit@gmail.com – Tel: (21) 99584-1014.

http://marcoantoniopetit.blogspot.com
https://www.facebook.com/marco.petit.982
https://www.facebook.com/marcoantoniopetitdecastro

Apoio:
Revista UFO (www.ufo.com.br)
Casa de Padre Pio (http://www.padrepio.org.br)

————-
Imagem/Divulgação/Acervo Petit: Reconstituição dos seres de Varginha realizada pelo artista plástico Lielzo Azambuja.